29 de abril de 2008

CAÇADOR DE ARCO-ÍRIS

Há poucos dias postei aqui um comentário sobre um arco-íris que capturei próximo a Jucurutu, na estrada que segue para Caicó, no Rio Grande do Norte. Fiquei eu mesmo curioso.
Segundo Eliene Percília (http://www.brasilescola.com/fisica/formacao-um-arco-iris.htm ), "O arco-íris se forma quando a luz branca do sol é interceptada por gotas da chuva, que são provenientes da atmosfera. Parte da luz é refratada para dentro da gota, refletida em seu interior e novamente refratada para fora."
Ela informa ainda que "a luz branca é uma mistura de várias cores. Um prisma consegue separar as freqüência misturadas num raio de luz branca. Quando vemos um arco-íris, as pequeninas gotas de água que há no ar funcionam como muitos mini-prismas, separando a luz branca do Sol nas cores do espectro: violeta, anil, azul, verde, amarelo, laranja e vermelho."
De acordo com a wikipedia (http://pt.wikipedia.org/), é importante observar que "ele é um arco multicolorido com o vermelho no seu exterior e o violeta em seu interior; a seqüência completa é vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, anil (ou indigo) e violeta."
Arrematando, a professora explica: "No entanto o arco-íris não existe realmente, é apenas uma ilusão de óptica cuja posição aparente depende da posição do observador. Todas as gotas de chuva refratam e refletem a luz do sol da mesma forma, mas somente a luz de algumas delas chega ao olho do observador."
Às vezes penso que a paixão é assim também como este último parágrafo. O que se vê não é o que é.
Pra você, um arco-íris original, caçado em Juazeirinho no último dia 27 de abril, no sítio de Agenor, quando da comemoração do seu aniversário. Ao som de canções brasileiras e doses esparsas de Triunfo. O arco não era "de triunfo".

2 comentários:

Kalar disse...

See Please Here

Taiguara disse...

cabra vei, os arco-iris sao muitissimos comuns naquela regiao.
so nao me pergunte o porque, mas sempre vejo um naquela estrada.