28 de dezembro de 2006

REFLEXÕES DE FIM-DE-ANO

Às vezes me ocorrem idéias brilhantes, gigantescas, quese megalomaníacas. Sinto nelas uma possibilidade de mudar o mundo, revolucionarizar. Daí a pouco procuro por elas e não faço a mínima idéia de pra onde foram, onde se meteram... E a vida segue... Se o sujeito estiver num buraco, a melhor coisa a fazer é abrir os olhos, pensar rápido e tentar sair dele enquanto não há terra por cima... Quando reconheço um erro volto atrás imediatamente, sem constrangimento. Afinal, não me comprometi com ele. Difícil mesmo é a primeira parte.

2 comentários:

Aninha disse...

Amigo, que você tenha uma excelente passagem de ano, que 2007 te traa o que você aind anão tem e amplie tudo que você merecidamente conquistou.
Beijo enorme pra ti

Anônimo disse...

Junior,

Só agora estou acessando seus últimos escritos e este eu achei "de primeira".

Tão importante quando não nos percebermos com o compromisso com o erro cometido é ter a humildade,ou talvez maturidade, para reconhecer e corrigir o mesmo quando for possível.

brilhante! vou guardar esta!!

Abraço Angela